Como fazer um bom currículo de estágio

Oi pessoal!

O currículo para se candidatar a uma vaga de estágio é a primeira impressão que você causa no seu futuro empregador. Nesses tempos de crise, ter um currículo bem feito e que favoreça suas habilidades principais pode te ajudar a conseguir mais rapidamente uma vaga.

Hoje eu vou te dar algumas dicas de como se sobressair fazendo um bom currículo.

curriculo estagio

  1. Seja sincero. Não minta para agregar valores ou conhecimentos que você não possui. Seja verdadeiro e admita que não possui experiência ou qualquer tipo de conhecimento e, no momento da entrevista, diga ao entrevistador o que pretende fazer para mudar esta situação.
  2. Exalte seus pontos fortes. Se você não possui experiência na área, tudo bem. Informe em seu currículo a sua formação acadêmica, enfatize cursos que fez, trabalhos voluntários, trabalhos e projetos realizados na faculdade. Fale sobre o que você tem a oferecer de melhor.
  3. Não esqueça seus dados. Seus dados e informações pessoais devem vir no início do currículo de forma destacada para facilitar a triagem do empregador.
  4. Tenha um e-mail profissional. Não utilize emails como gatinha_5763@email.com. Tenha um e-mail que passe seriedade a pessoa que vai te contratar.
  5. Informe seus cursos complementares. No fim do currículo, informe ao empregador cursos, monitorias que já fez que podem agregar em sua experiência.
  6. Experiência Profissional. Caso possua experiência profissional, informe-as colocando primeiro as mais atuais e por último as mais antigas.

A Catho, agência de vagas online, disponibiliza um modelo gratuito de currículo para facilitar a sua vida.

Espero que estas dicas te ajudem a conseguir o tão sonhado estágio/emprego!

Beijos e até o próximo post!

post por

Como falar de seus pontos fracos numa entrevista de emprego

Oi pessoal,

As dicas hoje são para você saber como falar de seus “defeitos”, seus pontos fracos numa entrevista de emprego.

Vamos lá?

pontos fracos

Uso de clichês:

“Perfeccionista”, “workaholic” são palavras sempre ditas quando o recrutador pergunta quais são seus defeitos. Isso não é uma coisa ruim,mas para o entrevistador entende que você não conhece tanto sobre si mesmo a ponto de ter que recorrer algo muito comum para se expressar sobre seus pontos fracos.

Autoanálise: 

Faça um análise de seu comportamento e suas emoções. Avalie como você reage a diversas situações e o que você faz no seu dia a dia para melhorar estes aspectos negativos na sua vida e melhorar como pessoa e profissional.

Feedbacks:

Analisar feedbacks de amigos, familiares e colegas de trabalho também pode te ajudar a identificar seus pontos fracos. Peça a essas pessoas para te definirem em uma ou poucas palavras e avalie aquilo que você ouve como uma oportunidade de melhorar.

Seja sincero: 

Diga toda a verdade e coloque todas as cartas na mesa. Uma omissão pode gerar falsas expectativas que podem gerar conflitos após a sua contratação.

Dê uma solução:

Diga ao recrutador o que você está fazendo, como está agindo para melhorar esses “problemas” e o resultado que estas ações estão repercutindo no seu dia a dia e nos seus relacionamentos em geral.

Experiência: 

Caso o seu ponto fraco seja em conhecimentos técnicos na área de atuação, informe quais cursos pretende fazer e como vai melhorar nesse aspecto.

Boa sorte na sua próxima entrevista leitor!

Conte nos comentários o que está achando do blog, dos textos e também suas experiências em entrevistas.

Beijos e até o próximo post!

post por